Um nome adequado para um sacerdote

 
Cohen é um dos sobrenomes judaicos que as pessoas reconhecem mais instantaneamente. Podemos citar, por exemplo, o cantor folk canadense Leonard Cohen; a patinadora artística americana Sasha Cohen; e os irmãos Coen, cineastas americanos. Os sobrenomes de todas essas pessoas derivam da palavra hebraica kohen, que significa “sacerdote”. De acordo com a Bíblia, os kohanim são os descendentes de Aarão que serviam no templo há milhares de anos (Êxodo 28:1). Isto significa que todas as pessoas com o sobrenome Cohen estão vinculadas genealogicamente a essa sagrada dinastia.
 
As doces canções dos levitas
 
Já ouviu falar do fundador da empresa de jeans Levi Strauss, do filósofo francês Bernard-Henri Lévy, ou da atriz americana Jane Levy? Todas essas pessoas têm o nome Levy, que é derivado do nome hebraico “Levi”. Na Bíblia, Levi foi um dos 12 filhos de Jacó e o fundador da Tribo de Levi (Gênesis 29:34). Seus descendentes se tornaram os levitas, que serviam no templo como músicos e assistentes dos sacerdotes.
 
O sobrenome do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, é composto de duas palavras hebraicas: natan (“deu”) e yahu (“o Senhor”). Essencialmente, isso significa “presente de Deus”. Netanyahu era um nome comum nos tempos antigos de Israel, e é mencionado várias vezes na Bíblia.
 
Fonte:Curso Hebraico Bíblico
Anúncios

Deus é glorioso

Deus é glorioso em seu caráter, porque existe nele um estoque inesgotável de tudo o que é santo, puro, bom e amável. As realizações que fluem do seu caráter também são gloriosas.
Olhando para o ser humano, e vemos quantos se acham acima de Deus, ai fico me interrogando, em que podemos nos gloriamos? Porventura o vaso de barro, pode está acima do que o moldou ? E a poeira do deserto contenderá com o redemoinho? E as as gotas do oceano lutarão contra a tempestade? E nós serem humanos, em que podemos nos gloriamos em comparação ao grande Deus?
 
Me alegro em saber que sou parte da escolha dele…
A Deus, honra gloria e louvor.
Bom sabado a todos…
Magnus Nascimento

Servidores da saúde em greve farão um novo “apagão” nesta segunda-feira (15)

 A saúde do RN terá um novo apagão na próxima segunda-feira (15). A iniciativa foi aprovada por unanimidade em assembleia do dia 10, que também aprovou a continuidade da greve. O apagão na saúde terá início às 6h, em frente ao hospital Walfredo Gurgel. Assim como o apagão que ocorreu na última segunda (9), os servidores irão reduzir o atendimento e apenas casos de urgência e emergência serão encaminhados à unidade. Uma equipe de servidores fará a triagem dos pacientes que chegarem no hospital para encaminhá-los à outras unidades de saúde.

A ideia do novo apagão é protestar contra a proposta de negociação do governo do Estado que em audiência com o Sindsaúde-RN, no dia 9, se comprometeu em pagar os salários de dezembro e adiantar o de janeiro na próxima semana, no entanto, deixa de fora os servidores inativos (aposentados e pensionistas).

“Queremos sim receber os nossos salários, mas entendemos que o governo não pode excluir os aposentados que tanto fizeram por esse Estado. O tratamento deve ser o mesmo para ativos e inativos, os aposentados fizeram história na saúde do RN e devem ser valorizados”, disse Manoel Egídio, coordenador-geral do Sindsaúde-RN.

Os servidores da saúde de Pau dos Ferros também irão realizar um apagão no hospital Regional. O apagão está previsto para iniciar às 7h e encerra às 10h da manhã.

A greve da saúde que completa dois meses hoje, reivindica o pagamentos do salários em dia, o pagamento do 13º e um calendário de pagamento para 2018. Além disso, se opõe ao pacote de ajuste fiscal enviado pelo governo Robinson Faria (PSD), enviado à Assembleia Legislativa em caréter de urgência.

Na terça-feira (16), entidades sindicais estão convocando uma Greve Geral no RN contra o atraso de salários e o pacote de ajuste fiscal do governo. Nesse mesmo dia, será iniciada a discussão das Mensagens na Assembleia Legislativa.

Contato:

Manoel Egídio : 999113113

Coordenador-geral do Sindsaúde-RN

Edneudo Fernandes: 998205051

Diretor do Sindsaúde/Pau dos Ferros

Fernanda Psoa: 998189422

Assessoria de Imprensa do Sindsaúde-RN

Após acordo firmado, Justiça extingue processo sobre greve na segurança pública do RN

O desembargador Saraiva Sobrinho, do Tribunal de Justiça do RN, decidiu pela extinção do processo que tratava da greve dos integrantes da Segurança Pública no Rio Grande do Norte. A decisão levou em consideração a composição feita entre o Governo do Estado e o movimento grevista. “A composição das partes levou a cabo o desfecho do movimento paredista, seja como “greve” e/ou outra denominação que lhe foi emprestada”, anota a decisão.

O magistrado entendeu que “por ser fato público e notório o Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) firmado entre os demandados, resta prejudicada a presente ação pela perda superveniente de interesse processual”. O feito foi extinto sem resolução de mérito, na forma do artigo 485, VI, do Código de Processo Civil.

O integrante da Corte de Justiça potiguar observou ainda que havia sugerido o consenso entre as partes, por ocasião do plantão judicial do dia 23 de dezembro de 2017, quando chegou a apreciar a questão.

(Processo nº 0800017-44.2018.8.20.0000 – PJe)

COSERN ALERTA PARA CUIDADOS COM A REDE ELÉTRICA DURANTE O PERÍODO DE CHUVAS

 

O período chuvoso que se aproxima requer maior atenção da população quanto ao uso da energia elétrica. O aumento da incidência de chuvas, que também pode vir acompanhado por ventos, pode ocasionar o lançamento de galhos de árvores, pedaços de panos, plásticos e outros objetos na rede, provocando ocorrências no sistema elétrico. Neste período, também pode haver aumento no número de ocorrências provocadas por descargas elétricas (raios).

A Cosern possui um plano de manutenção preventiva do seu sistema elétrico como forma de evitar as interrupções de energia aos seus clientes em todo o Rio Grande do Norte. Mas é sempre importante relembrar algumas dicas sobre cuidados que podem ser adotados pela população para minimizar riscos de acidentes com a rede elétrica no período chuvoso:

·               Não ligue equipamentos elétricos se você estiver molhado ou descalço;

·               Desconecte das tomadas os aparelhos eletrônicos que não estiverem sendo usados;

·               Se perceber que as paredes da casa estão úmidas, evite o contato com elas e não ligue equipamentos elétricos em tomadas instaladas ali, pois podem ser fonte de choques e mau funcionamento de equipamentos;

·               Siga as orientações dos fabricantes de equipamentos elétricos quanto às instalações e, principalmente, as relacionadas ao aterramento elétrico;

·               Somente um especialista deve realizar manutenção nas instalações elétricas do imóvel;

·               Evite ficar em áreas descampadas (abertas) como campos de futebol, piscina, lagos, lagoas, praias, árvores, postes, mastros e locais elevados. Recomenda-se ficar dentro de casa ou em local abrigado durante a chuva;

·               Procure não ficar sob árvores e/ou estruturas metálicas durante temporais com raios e, em casa, evite o contato com objetos com estrutura metálica como fogão, canos, etc., sobretudo se a casa estiver em campo aberto;

·               Não realize serviços em locais onde o risco de exposição aos raios seja maior, a exemplo de instalação ou manutenção de antenas de TV;

·               Só instale, desligue ou remova antenas com auxílio de um profissional capacitado e se o tempo estiver bom. Se sua antena cair sobre a rede ou próximo a ela, nunca tente segurá-la ou recuperá-la e ligue para o 116;

·               Caso encontre um fio caído, jamais se aproxime, e ligue imediatamente para a Cosern através do telefone gratuito 116.

Foto: Canindé Soares/Cosern/Divulgação

Sobre a Cosern

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa do Grupo Neoenergia, é sexta maior distribuidora de energia elétrica do Nordeste em número de clientes e a quinta em volume de energia fornecida. Presente nos 167 municípios potiguares, a Cosern tem uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados.  A empresa atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Acesse o site (www.vamosdarumbasta.com.br) e conheça as dicas de segurança para evitar acidentes com a rede elétrica.

Sesap alerta para casos de raiva em morcegos

Tribunal de Justiça do RN paga mais de R$ 72 milhões em precatórios em 2017

A Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) garantiu o pagamento de R$ 72.792.424,38 a credores durante o ano de 2017, aponta balanço divulgado pelo setor nesta quarta-feira (10). Desde 2013, após a reformulação da Divisão, este é o melhor resultado obtido em um primeiro ano de gestão do TJRN. Ao todo, 1.027 beneficiários tiveram seus pagamentos efetivados ou garantidos por meio de caucionamento.

Segundo as informações, dos mais de R$ 72 milhões pagos, R$ 61.563.379,81 foram efetivamente entregues aos beneficiários. Enquanto isso, R$ 11.229.044,57 foram caucionados, o que significa que os valores já foram repassados pelos entes devedores e estão depositados em contas judiciais, aguardando a resolução de alguma pendência. Ao todo, 123 beneficiários tiveram seus benefícios caucionados em 2017.

Bloqueios

O coordenador da Divisão, juiz João Afonso Pordeus, elencou vários fatores para o montante registrado em 2017, mas destacou uma das medidas como um elemento fundamental: os bloqueios nas contas dos entes públicos, que contraíram dívidas com pessoas físicas ou jurídicas.

“Buscamos, inicialmente, nos sensibilizar, por exemplo, com a situação financeira do Estado e buscamos o diálogo como meta inicial. Mas o problema persistia e foi necessário efetivar bloqueios nas contas para garantir esses aportes financeiros e dar sequência na lista de pagamentos e os credores não serem prejudicados”, esclarece o juiz auxiliar da Presidência.

Apenas no mês de dezembro foram pagos R$ 34.664.603,29, o equivalente a 47,6% do total pago no ano de 2017. O bloqueio de recursos dos entes públicos foi apontado pelo juiz coordenador e pelo chefe da Divisão, Fernando Carriço, como elemento fundamental para a busca na regularização dos pagamento dos precatórios, conforme previsão constitucional.

Foram efetuados dois bloqueios em contas do Estado, somando R$ 26 milhões, e mais dois poderão ser realizados, caso o aporte estadual não tenha continuidade. O Município de Natal, o segundo maior devedor, também teve a determinação para sequestro de R$ 22 milhões, divididos em três parcelas.

“Também realizamos conversas com os municípios devedores e obtivemos um excelente retorno nos diálogos. Dos 53 procurados, apenas cinco municípios tem situações pontuais de inadimplência”, apontam o magistrado e o chefe da Divisão.

Perspectivas

O juiz João Afonso Pordeus também ressalta que o Estado iniciou 2018 com a efetivação de um repasse de R$ 31 milhões, os quais devem ser ampliados já que a Emenda Constitucional nº 99/2017 permite que o ente público possa recorrer a fundos bancários, que deverão facilitar novos pagamentos. “Tudo indica que o Estado repassará cerca de 60 milhões ainda”, pontua Fernando Carriço, ao explicar que os valores pagarão as dívidas em 2017. “Mas, isso facilita a regularização neste ano, que também pode alcançar um bom índice nas quitações dos precatórios”, prevê o juiz coordenador da Divisão.

Saiba mais

Precatórios são ordens de pagamento emitidas pelo Poder Judiciário para quitar dívidas contraídas pela União, Estados, Municípios, Autarquias e Fundações, decorrentes de uma condenação judicial transitada em julgado, ou seja, que não admite mais qualquer tipo de recurso.

De acordo com a Constituição Federal, os precatórios devem ser inclusos no orçamento público e sua quitação deve obedecer a ordem cronológica, excetuando-se as preferências previstas na Constituição Federal, como os de natureza alimentícia ou cujo credor tenha idade igual ou superior a 60 anos.

Histórico de pagamentos anuais

2013 – R$ 31.094.740,29

2014 – R$ 56.533.436,56

2015 – R$ 71.203.634,84

2016 – R$ 114.172.161,41

2017 – R$ 72.792.424,38

Secretaria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça do RN
Praça 7 de Setembro, S/N – Natal/RN, 59025-300 | (84) 3616-6392