Dengue: Sorotipo 4 não circula no Estado

NOTA

Na manhã desta segunda-feira (28) circularam boatos na Internet de que uma pessoa, moradora de Nova Parnamirim, teria morrido neste último final de semana de dengue tipo 4.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclarece que o sorotipo DEN4 ainda não foi isolado no Rio Grande do Norte. A paciente citada tinha 43 anos, foi atendida no Pronto Socorro Clóvis Sarinho do Hospital Walfredo Gurgel e faleceu na sexta-feira (25). Na declaração de óbito não consta a dengue como causa da morte e sim complicações renais.

De acordo com Kristiane Fialho, do Programa Estadual de Combate a Dengue, a notificação do óbito foi encaminhada à Secretaria de Saúde do município de Parnamirim para que seja feita a investigação do caso.

Fonte SESAP

Anúncios

Hemonorte precisa de sangue de todos os tipos

Os estoques de sangue do Hemocentro do Rio Grande do Norte (Hemonorte) encontram-se em níveis baixos. No total, há 288 bolsas de todos os tipos sanguíneos, sendo o número necessário para um atendimento mais tranquilo de no mínimo 600 bolsas por dia. Inclusive as tipagens rotineiramente mais equilibradas (A e O positivos) estão em situações preocupantes, com um estoque de 50 bolsas do tipo O positivo e de 143 de A positivo.

Segundo a diretora do Hemonorte, Linete Medeiros Rocha, esse quadro se deve, sobretudo, ao fato de a unidade móvel de coleta se encontrar em manutenção. Essa unidade é responsável por recolher diariamente cerca de 20 a 30 bolsas por dia. Assim, a direção do órgão conclama a população para que, num ato de solidariedade, compareça à sede do órgão ou ao posto de coleta da zona norte de Natal, para doar sangue. De acordo com a diretora, as bolsas atendem tanto a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), quanto da rede particular.

O atendimento para doação de sangue ocorre de segunda-feira a sábado, das 7h às 18h20. Como requisitos para o ato, o doador deve fazer antes uma alimentação leve e dormir pelo menos 6h na noite de véspera. Além disso, é necessário ter acima de 50 kg, estar entre 18 e 65 anos de idade e não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis.  O procedimento de doação dura de 5 a 10 minutos e não oferece nenhum risco à saúde. São 500 ml de sangue que podem ajudar de três a quatro pacientes.

SERVIÇO:

Sede do Hemonorte – Avenida Alexandrino de Alencar, 1.800. Tirol.

Posto de Coleta da zona norte de Natal – Av. Paulistana – Panatis (Casa da Cidadania).

Outras informações – 3232-6724 / 6703.

NEGOCIAÇÃO SALARIAL FINALIZADA‏

Prezados Jornalistas,
 
 
Finalmente, após 11 rodadas de negociação (09 na Superintendência Regional do Trabalho – antiga DRT) e 02 no Ministério Público do Trabalho, fechamos  o Acordo Coletivo de Trabalho 2010/2011, referente ao mês de setembro, data base dos jornalistas do Rio Grande do Norte.
 
 
Foi difícil, mas depois de muita luta e mobilização da categoria (aproveitamos para parabenizar a todos os profissionais que se engajaram no movimento reivindicatório), fechamos um reajuste salarial de 5,5% (o que representa  1% de ganho real), para todos os jornalistas, repórteres cinematográficos, repórteres fotográficos, chargistas (ilustradores) e diagramadores do Rio Grande do Norte. Com esse aumento, o piso salarial no Estado passa a ser de R$ 950,00.
 
 
Ficou acordado com os patrões que o retroativo referente ao reajuste de 5,5% será pago 03 parcelas contando os meses de setembro, outubro, novembro, dezembro e 13º salário de 2010; janeiro, fevereiro e março de 2011. Como também, serão reajustadas  as diárias de viagem, horas extras e todos os outros  benefícios que a categoria têm direito, de acordo com as Leis Trabalhistas.
 
 
 
Sabemos que este não é o salário desejado e condizente com o trabalho que os jornalistas  desenvolvem em nosso Estado. Como também, apesar deste aumento, continuamos sendo “lanterna” como o menor piso salarial do Brasil. Mas, mesmo sendo pouco, é uma conquista, visto que nem todos os Sindicatos dos Jornalistas de outros estados conseguiram um aumento real como nós conseguimos. Como também, os jornalistas tiveram a oportunidade de mostrar à sociedade, através das audiências públicas realizadas na Câmara dos Vereadores de Natal e na Assembleia Legislativa; ato público; panfletagem; entrevistas e até fechamento do trânsito, o quanto estamos insatisfeitos com os salários que recebemos.
 
 
Enfim, Essa longa campanha salarial serviu para provar, mais uma vez, que a diretoria do Sindjorn precisa e é extremamente necessária a presença e participação, cada vez maior, dos profissionais nas mobilizações, negociações e assembleias, pois só a partir daí, poderemos conseguir um reajuste salarial que valorize a profissão de jornalista, independente se o exercício da profissão seja feito em veículo de comunicação ou de forma autônoma.
 
 
A luta continua. Precisamo iniciar a nossa campanha salarial 2011/2012 antes mesmo da data-base que será em 1º de setembro 2011. Contamos com a colaboração, presença e coragem de todos os jornalistas do RN para lutarmos por um reajuste melhor. Se necessário for,  faremos greve, fecharemos as redações e o trânsito em pontos estratégicos para mostrar à sociedade e, principalmente aos patrões, que o RN não pode continuar sendo lanterna onde se paga o menor salário do Brasil.
 
 
 
Diretoria Sindjorn

Curso de cuidador de idoso inicia suas atividades

O Programa de Internação Domiciliar (PID) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) inicia, na próxima quarta-feira (30), o primeiro curso do ano de 2011 de Noções Básicas para o Cuidador de Idoso e Portadores de Necessidades Especiais, no auditório do Hospital Giselda Trigueiro.

O curso tem duração de cinco dias, com carga horária de 24 horas. A formação acontece nas áreas de Psicologia, Serviço Social, Enfermagem, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Nutrição e Fonoaudiologia. Cuidados de higiene, orientações sobre posicionamento e postura do paciente, preparo dos alimentos e uso correto de medicamentos estão entre os temas.

O objetivo é capacitar os cuidadores e interessados para trabalhar como acompanhantes de pessoas idosas e portadores de necessidades especiais. No terceiro dia do curso acontece a aula prática de Tecnologia Assistiva, que ensina a adaptar os utensílios domésticos e pessoais para pacientes com restrição de movimentos.

As inscrições para este primeiro semestre já estão encerradas, pois a turma alcançou o número de vagas disponíveis, que é de 70 pessoas. Em agosto novas turmas serão abertas.

O PID foi implantado, desde 2006, no Hospital Giselda Trigueiro e busca melhorar a qualidade de vida de pacientes idosos e com necessidades especiais. Estes pacientes recebem a alta hospitalar e continuam com o acompanhamento de uma equipe multiprofissional, além do apoio dos cuidadores.