NOTA OFICIAL Sindjorn

Público do Consumidor, OAB/RN, PROCON/RN, PROCON/Natal, Câmara Municipal do Natal, CUT, Sindjorn, Sinsenat, Sindbuggy, DCE da Faculdade Estácio de Sá, DCE da FARN, DCE da Faculdade Mauricio de Nassau, DCE da UNP, @GasolinaRN, @BoicoteRN e sociedade civil, vem a público informar que a campanha de boicote aos altos preços dos combustíveis em Natal segue firme em seu objetivo de defender preços mais justos na comercialização da gasolina na capital potiguar.

O movimento O movimento #COMBUSTÍVELMAISBARATOJÁ, promovido pelo Ministério, fruto da insatisfação da sociedade diante dos constantes aumentos nos preços dos combustíveis em Natal, prova que a tolerância da população frente a esse excesso chegou ao seu limite.

Graças à adesão massiva do natalense ao boicote, bem como ao envolvimento voluntário das diversas entidades e representações, a campanha vem galgando importantes conquistas e avançando em seus propósitos. Reflexo disso é a variação registrada no preço da gasolina nos postos de Natal.

A participação da sociedade na campanha, orientada pelos pressupostos do movimento, é responsável ainda pela considerável redução no faturamento dos postos situados às margens das avenidas Hermes da Fonseca, Prudente de Morais e Roberto Freire, corredores alvos do boicote.

Os resultados atingidos até agora refletem o empenho e engajamento da população frente a um compromisso de honra firmado entre aqueles que lutam por seus valores e ideais. E é com este sentimento que daremos continuidade à campanha, sem fugir aos nossos princípios, em busca dos objetivos defendidos pelo movimento.

A participação da sociedade é imprescindível para o sucesso da campanha. Se você ainda não aderiu ao movimento, junte-se à nossa causa: não abasteça seu veículo nos postos de gasolina situados nas avenidas Hermes da Fonseca, Prudente de Morais e Roberto Freire. Procure pelos menores preços fora destes corredores.

O boicote aos altos preços é um instrumento legítimo de protesto e esta causa será levada adiante até que sejam alcançados preços mais justos nos combustíveis comercializados em Natal.

Ressaltamos que o movimento #COMBUSTÍVELMAISBARATOJÁ é pacífico e repudia qualquer ato de violência, vandalismo ou intimidação.

“Lembre-se! Boicote os corredores e procure o menor preço!”

O mau existe?

Durante uma conferência para universitários, Um professor da Universidade de Berlim….
…Lançou um desafio aos alunos com a seguinte pergunta:
Criou Deus tudo o que existe?

Um aluno Respondeu, Convictamente:
Sim, ele criou…

Deus Criou realmente tudo o que existe?
Perguntou novamente o professor.
Sim Senhor, respondeu o Jovem.

O Professor contrapôs: Se Deus criou tudo que existe, então Deus criou o mal, Já que o mal existe! E se concordarmos que as nossas obras são o reflexo de nós próprios, então Deus é mal!

O jovem calou-se perante o argumento do mestre que, feliz, regozijava-se por ter provado, uma vez mais, que a fé era um mito.

Outro estudante levanta a mão e diz:
Posso fazer uma pergunta, Professor?
Claro que sim, respondeu ele.

O jovem fez uma curta pausa e perguntou:
Professor, o frio existe?
Mas que raio de pergunta é essa?…Lógico que existe, ou acaso nunca sentiste frio?

Responde o aluno: Na realidade, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da física, o que consideramos frio, na verdade é a ausência de calor. Todos os corpos ou objetos são passivéis de estado quando possuem ou transmitem energia, o calor é o que faz com que os corpos tenham e transmitam energia.

O zero absoluto é a ausência total de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagirem, mas o frio não existe. Nós criamos esta definição para descrever de que maneira nos sentimos quando não temos calor.

E a escuridão, existe? Continuou o estudante.
O professor respondeu:
Existe

O estudante respondeu:
A escuridão tão pouco existe.
A escuridão, na realidade, é a ausência de luz.

A Luz podemo-la estudar,
A escuridão, não!
Através do prisma de Nichols, pode decompor-se a luz branca nas suas várias cores, com os diferentes comprimentos de onda.

A escuridão, não!

Como se pode saber quanto escuro está em determinado espaço?
Com base na quantidade de luz presente neste espaço.
A escuridão é uma definição utilizada pelo homem para descrever o que ocorre na ausência de luz.

Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
Professor, o mal existe?

E este respondeu: Como afirmei no inicio, vemos crimes e violência em todo o mundo.
Isto é o mal.

O aluno Respondeu:
O mal não existe, senhor, ou pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem. Em conformidade com os casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.

Deus não criou o mal.
… O mal é o resultado da ausência de Deus no coração dos seres humanos.

Tal e qual como acontece com o frio quando não há calor, ou com a escuridão quando não há luz.

O jovem foi aplaudido de pé, e o mestre, abanando a cabeça, permaneceu em silêncio…

O reitor da Universidade dirigiu-se ao jovem e perguntou-lhe:
Como te Chamas?

Chamo-me Albert Einstein…

Férias

Aos amigos, venho deixar esse comunicado a todos que me acompanham nesse blog, primeiro afirmo me sentir privilégiado pela sua visita e o comentário nas fotos e texto que publicamos aqui. É de muito valor a crítica construtiva ou o elogio, me sinto bastante lisongeado com sua participação. Mas me sinto no dever de comunica-lhe que esse mês de abril estou de férias logo estarei me ausentando um pouco de todas as atividades inclusive do blog. Prometo voltar em maio trazendo muitas notícias e fotos para o seu deleite. Obrigado por tudo.

Magnus Nascimento.