SAMU METROPOLITANO REALIZA TREINAMENTO NAS DUNAS

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU METROPOLITANO)  estará durante todo o dia de hoje(30) realizando o treinamento com os condutores nos veículos  de intervençao rápida(VIR).

Essas viaturas 4×4 são  compostas por equipe médica e material para suporte avançado de vida, mais ágeis e com capacidade de acessar locais de difícil trânsito , onde a ambulância normal poderia demorar a chegar, como praias e dunas.

O objetivo do trabalho é aumentar a capacidade e agilidade nesses locais durante o verão no litoral potiguar, dando a capacitação necessária aos condutores desses veículos.

Pela manhã, haverá a capacitação teórica na sede do SAMU METROPOLITANO, em Macaíba e, a partir das 14h , estarão na aula prática nas dunas de Búzios.

Anúncios

Ações de prevenção marcam Dia Mundial de Luta Contra a Aids

Com o tema “A participação do jovem na luta contra a Aids”, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) realiza uma intensa programação para comemorar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, nesta quinta-feira, dia 1º de dezembro. O tema da campanha é uma alusão à importância da atenção da juventude para a responsabilidade de se proteger da doença. A expectativa da Sesap, segundo a responsável pelo Programa DST/Aids e Hepatites Virais, Sônia Cristina Silva, é conseguir mobilizar o máximo da população para a prevenção e diagnóstico precoce.

A campanha deste ano tem como foco os jovens gays de 15 a 24 anos das classes C, D e E. A ação buscará discutir as questões relacionadas à vulnerabilidade ao HIV/Aids, na população prioritária, sob o ponto de vista do estigma e do preconceito. “A ideia é estimular a reflexão sobre a falsa impressão de que a Aids afeta apenas o outro, distante da percepção de que todos podem ser vulneráveis”, destaca. Além disso, o Programa reforça o Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (PSE), para promoção da saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens.

Na programação do dia 1º haverá a I Mostra Posithiva com uma exposição de material gráfico e filmes, entre os dias 1º e 8 de dezembro, no Sesc do Centro da cidade. A partir das 14h, com concentração na Praça Cívica, haverá a 2ª Caminhada do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas com o tema “Jovens caminhando na luta contra a Aids”; a chegada será no Sesc onde também haverá a entrega dos prêmios para o vencedor do concurso de cartazes (lançado em novembro).

A solenidade de abertura do Dia Mundial de Luta Contra a Aids será durante o Carnatal no estande do Programa Estadual DST/AIDS, ao lado do escritório da Caern. Haverá a apresentação do Coral Vozes da Vida, do Hospital Giselda Trigueiro. Logo após, iniciam os testes rápidos para diagnóstico do HIV, o “Fique Sabendo”. O estande permanece durante todo o período do evento. Na quinta-feira o horário é das 18h às 23h. Na sexta, sábado e domingo os trabalhos se iniciam às 15h e se encerram às 22h.

Desde o início da epidemia, em 1983, até dezembro de 2010, o estado registrou 3.708 casos de Aids em adultos. Segundo dados da Sesap, a epidemia é crescente no estado desde o seu início e a tendência é continuar crescendo. O Rio Grande do Norte encontra-se em 21º lugar em número de casos da doença em adultos. Quanto à mortalidade, de 2000 a 2010, segundo o Boletim Epidemiológico 2011, foram registrados 697 (69% para homens e 31% para mulheres) casos de óbitos por Aids.

Redes Virtuais estimulam discussões sobre o SUS

Durante toda esta terça-feira (29) cerca de 100 profissionais de saúde participam do VI Fórum Estadual de Humanização que discute os Percursos e Desafios na Construção das Redes Virtuais em Saúde. O evento vai até às 17h no Centro de Formação de Pessoal para os Serviços de Saúde (Cefope).

Erasmo Ruiz, psicólogo e apoiador da Política Nacional de Humanização (PNH) no estado do Ceará, ministrou conferência sobre as potencialidades das redes virtuais na sociedade atual e no trabalho em saúde. Erasmo falou sobre as redes sociais como instrumento de “inteligência coletiva”, promovendo o enriquecimento mútuo das pessoas com a troca de saberes. “O principal ganho das redes sociais é aquilo que elas possibilitam a partir dos contatos virtuais. É fomentar o encontro real, prático e cotidiano”, afirmou.

Para o psicólogo, o principal desafio das redes virtuais em saúde é incluir o usuário na construção das ações políticas em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS). “Os usuários são cúmplices do processo de mudança. Temos que reverberar suas falas”, completou Erasmo Ruiz.

No Rio Grande do Norte o grupo virtual Tecendo Redes, que integra a Rede HumanizaSUS (RHS), foi criado no ano de 2008 e já conta com 357 profissionais cadastrados. São trabalhadores da saúde, representantes do Ministério Público, conselhos e sindicatos que já postaram, até o início desta semana, 3.188 mensagens na rede.

De acordo com Jacqueline Abrantes, coordenadora do grupo Tecendo Redes no RN, já foram discutidos mais de 500 temas dentro do grupo virtual. “Recebemos muitas denúncias, mas também temos muitos casos de troca de experiências exitosas e acolhimentos das questões do dia a dia de trabalho. Em breve nós pretendemos criar um site para ampliar ainda mais nossas discussões”, falou a coordenadora.

Exposição Negritude‏

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Coletivo Camafeu apresenta na noite dessa quarta-feira, a partir das 18h, a exposição “Negritude”, no Bar do Pedrinho, Cidade Alta. São 20 fotografias de Rodrigo Sena e Alex Régis. Todas abordam aspectos da identidade negra, retratando festas populares, crenças e situações do cotidiano. Além da exposição, haverá a “Noite do Vinil”, que ocorre todas as quarta-feiras no Bar do Pedrinho. Especialmente na ocasião, as músicas serão relacionadas ao universo da identidade negra, indo dos afro-sambas de Baden Powell ao rap do grupo cubano Orishas.
Criado em 2011 pelos fotógrafos Rodrigo Sena e Alex Régis, o Coletivo Camafeu tem o objetivo de explorar e divulgar a fotografia autoral. Essa é a segunda exposição do grupo. Rodrigo Sena é fotógrafo desde 1996, trabalhando desde 2003 com fotojornalismo. Alex Régis é repórter-fotográfico desde 1995, passando pelo Jornal do Comércio e com trabalhos publicados em veículos de circulação nacional, como a Folha de São Paulo e a Veja.

Alex Régis

(84) 9992 5259 – 87539836 – 8872 2928
agilfotografia@gmail.com
alexregi@gmail.com

II URSAP prepara ações de luta contra a AIDS

A II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), em Mossoró, através do Programa Regional DST/AIDS, está promovendo mobilização para que seus 27 municípios participem da Campanha do Laço Vermelho 2011.

A iniciativa foi idealizada pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre o HIV/AIDS (UNAIDS) que, em conjunto com municípios e governo federal, enviaram às prefeituras cartas lembrando que em 1º de dezembro comemora-se o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

A proposta do UNAIDS, do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde e da Associação Brasileira de Municípios (ABM) é que todos os prefeitos instalem um laço vermelho, símbolo da data, em um ou mais monumentos de maior visibilidade da cidade até o dia 05 de dezembro.

A campanha sugere, ainda, que sejam realizados eventos locais para marcar a data. Os municípios também são convidados a compartilhar os resultados divulgados pela mídia da ação realizada em cada cidade e receberão certificados de participação.

“A campanha do Laço Vermelho tem como foco mobilizar a sociedade para combater o estigma, a discriminação o preconceito e estimular a solidariedade e o comprometimento de todos na luta contra a epidemia da AIDS”, disse a coordenadora do Programa DST/AIDS da II Ursap, Magnólia Solano.

 

O Programa DST/AIDS da II Ursap tem disponível 93.600 preservativos para serem distribuídos para os municípios que enviaram ofício e programação solicitando preservativos para as atividades do Dia de Luta contra a AIDS. “Os retardatários têm até o dia 30 de novembro para enviar ofício e programação solicitando cotas extras”, disse Jorge Mota, técnico de logística do Programa DST/AIDS da II Ursap.

Para a gerente da II Ursap, Iranilde Oliveira, “este é um momento estratégico para mobilizar os municípios para ações de diagnóstico e de prevenção, assim como para uma reflexão sobre os impactos da epidemia. O Laço Vermelho expressa uma relação com o sangue, o amor e a infecção pelo HIV e reforçará ainda mais a união de todos pela prevenção do HIV e pelo fim do preconceito relacionado à AIDS”.

Sesap apóia pesquisa internacional sobre segurança de alimentos

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) estará apoiando, no período de 29 de novembro a 07 de dezembro, uma Pesquisa Aplicada de um Programa de Doutorado Internacional na cidade de Natal sobre “O Consumidor e as doenças transmitidas por alimentos”. Esta pesquisa está sendo realizada em outras 20 capitais do país e conta com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS) e o SESI.

O objetivo do trabalho é diagnosticar o risco à segurança dos alimentos, resultante das práticas de manipulação dos alimentos, higiene pessoal, cuidados básicos de saúde e manejo do lixo doméstico em 1.500 residências na capital potiguar.

Esse é primeiro estudo do conhecimento e práticas de manipulação dos alimentos da população brasileira, abrangendo todas as etapas enquanto os alimentos estão sob a custódia do consumidor. A pesquisa estará sob a responsabilidade do PHD em Segurança de Alimentos, Sérgio Motta, e a metodologia aplicada faz parte do programa de doutorado na Massey University, em Nova Zelândia.

Os resultados pretendem servir de base para a promoção de campanhas educativas em saúde pública e vigilância sanitária, contribuindo para a redução da ocorrência de Doenças Transmitidas por Alimentos-DTA em ambiente doméstico e melhoria da qualidade de vida da população.

Atualmente, as DTA’s são consideradas um problema de saúde mundial, ao todo são cerca de 1 bilhão de contaminações. No Brasil, os locais de maior incidência são as residências, com 45,3%, apesar das ações de vigilância sanitária terem sido intensificadas nos últimos anos. Para a OMS a Segurança de Alimentos deve ser uma responsabilidade compartilhada com toda a sociedade, governo e empresas.

Aphoto realiza o 1º Bazar Fotográfico de Natal

Vendo a dificuldade dos fotógrafos natalenses em conseguir equipamento e acessórios para as câmeras fotográficas digitais, a Associação Potiguar de Fotografia (Aphoto) vai realizar o 1º Bazar Fotográfico de Natal, haverá uma imensa mesa onde as pessoas poderão trazer suas câmeras, flashes, objetivas, filtros, bolsas, difusores, tripés e qualquer tipo de assessório ou equipamento para trocar, vender ou negociar como numa feira de fotografia.

Segundo Adrovando, haverá também uma exposição fotográfica dos sócios aphotistas com imagens de expedições realizadas em São Gonçalo do Amarante e Cerro Corá; o antropólogo e fotógrafo Chico Canhão fará uma exposição de equipamentos de fotografia raros; haverá também venda de coletes e bolsas para fotógrafos, porta assessórios e pochetes para câmeras.

Em reconhecimento aos serviços prestados à Aphoto, algumas pessoas especiais serão homenageadas, recebendo o “Troféu Lambe-Lambe de Fotografia 2011”. “A Aphoto vai fazer uma grande confraternização em tono da fotografia e todos estão convidados a participar”, afirmou Adrovando Claro, diretor de comunicação da Aphoto.

O 1º Bazar Fotográfico de Natal será realizado no Iate Clube, a partir do meio dia com som ao vivo, aberto aos amantes da fotografia e ao público. “As pessoas que se filiarem à Aphoto vão ganhar uma camisa com a nova logomarca da entidade”, disse Adrovando, ressaltando que novos sócios serão bem vindos.

 

1º Bazar Fotográfico de Natal

Exposição São Gonçalo e Cerro Corá

Data | 03 de dezembro (sábado)

Local | Iate Clube de Natal

Horário | a partir do meio-dia

Entrada Livre

 

Apoio Cultural:

ONG Baobá

Belém Madeiras

Iate Clube de Natal

Practical Curso de Fotografia

Drogaria Amadeus

Prefeitura de São Gonçalo

Prefeitura de Cerro Corá

 

Contatos:

Adrovando Claro | 8762-1520 | adrovando@oi.com.br

Alex Gurgel | 8896-5436 | alexgurgel@supercabo.com.br