Uma Imagem Vale Mais Que Mil Palavras

Anúncios

Toma posse o novo presidente da Coreia do Norte

O novo chefe de Estado da Coreia do Norte, Kim Jong-un, cuja idade estimada é inferior a 30 anos, tomou posse nesta quinta-feira em uma cerimônia na capital norte-coreana, Pyongyang. Filho de Kim Jong-il, que morreu em consequência de uma parada cardíaca no último dia 17, cujas cerimônias fúnebres foram encerradas apenas ontem, Jong-un será o terceiro governante da única dinastia comunista da história. A posse contou com a participação de 100 mil militares.

Além de presidente da República, Kim Jong-un assume também os cargos de chefe supremo das Forças Armadas da Coreia do Norte e do Partido Comunista – que é o único do país. Recentemente, ele foi nomeado general do Exército, sem nunca ter prestado serviço militar.

Na imprensa norte-coreana, Jong-un é chamado de “grande sucessor” e “grande camarada”. O pai dele era designado como “presidente eterno”. No último dia de luto no país, o novo dirigente da Coreia do Norte discursou na praça central da capital que está coberta de neve, acompanhado por milhares de militares e de civis. A cerimônia, retransmitida ao vivo pela TV estatal foi encerrada com tiros de canhões e houve três minutos de silêncio.

A Coreia do Norte é um dos países mais isolados do mundo e durante 17 anos ficou sob o comando de Kim Jong-il. Dos 24 milhões de habitantes da Coreia do Norte, 1,2 milhão de pessoas são militares. As Forças Armadas têm um papel central no país, que dispõe de bomba atômica.

Há informações que a fome se alastra na Coreia do Norte, assim como dificuldades de acesso a tratamentos de saúde.

* Com informações da Agência Brasil

SECRETÁRIO DE SÁUDE GARANTE REPASSE PARA A PREFEITURA DE MOSSORÓ

O Secretário de Estado da Saúde Pública, Domício Arruda e a Secretária Adjunta,Dorinha Burlamaqui  participaram hoje (29), no auditório da II URSAP, em Mossoró, de uma reunião com prefeitos e secretários municipais de saúde para discutir problemas relacionados ao funcionamento da Maternidade Almeida Castro.

Estavam Presentes, ainda,  a gerente da II Ursap, Iranilde Oliveira, o diretor do Hospital Tarcísio Maia, Ney Robson,o secretário da cidadania, Francisco Carlos, o gerente executivo da saúde, Benjamim Bento e diretor do SAMU, Luiz Gomes, além  de  profissionais de saúde da região oeste.

O Secretário anunciou que o Governo do Estado irá repassar parte das complementações realizadas pela Prefeitura de Mossoró em cima dos valores da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A Sesap assume o compromisso de arcar com 50% das despesas, já fizemos um acordo com a Prefeitura Municipal de Mossoró autorizando o Ministério da Saúde a repassar R$ 480 mil reais por mês, que serão depositados diretamente no Fundo Municipal de Saúde para atender toda a demanda, inclusive oncologia e também  iremos agilizar para que a Câmara de Compensação seja implantada ainda no início do próximo ano”, garantiu o secretário.

O Estado já atua dessa maneira com a região Metropolitana  de Natal,quando cobre quase 60% do valor pago pela capital do estado, de complementação da tabela aos médicos.

Em reunião, na última terça feira, em Natal, representantes da  Prefeitura Municipal de Mossoró comunicaram  ao Secretário, que o município  não tinha mais condições de pagar com recursos próprios os valores que vinham sendo repassados, uma vez que quase metade dos procedimentos estava sendo para custear pacientes de outras cidades.

Sesap realiza oficina do Programa Qualidade de Vida

Servidores da Secretaria de Estado da Saúde Pública participam, hoje(29) e amanhã(30),no auditório da SESAP,  da primeira oficina do Programa de Qualidade de Vida “Saber Viver”, com a realização do Momento Vivencial que tem como tema “Integralidade do Ser,Encontro Consigo e com o Outro”. A oficina, é uma realização da Coordenadoria de Recursos Humanos  e será ministrada pela pedagoga Lucila Noronha.

Para melhor atingir a demanda de servidores lotados no edifício sede, o curso foi dividido em duas etapas, já sendo a primeira delas, com carga horária de 16 horas, oferecida a duas turmas de servidores. A segunda etapa deverá ser oferecida no decorrer do primeiro semestre, com a divisão dos servidores em três turmas.

Neste primeiro momento, o encontro vai abordar , uma extensa pauta de assuntos correlatos às Relações Humanas, buscando contribuir para uma melhor convivência entre os servidores, de modo a possibilitar um ambiente de trabalho mais saudável.

Dentre os temas que serão abordados, constam, entre outros, O despertar da Ética; Exercitar o autoconhecimento e autoreflexividade ; Resgatar a qualidade de vida no Trabalho; A arte de decifrar a si mesmo e ao outro (momento de autoconhecimento e empatia) e  Enxergando o Todo.

Como resultado, explica Lucila Noronha, as pessoas têm uma melhor qualidade de vida. “Buscamos incentivar uma educação humanescente, para que se possa aprender a escutar o outro, tendo uma consciência ética diante da forma como interage com as demais pessoas”.

Fotógrafos poderão importar câmeras profissionais livres de impostos

A Câmara analisa o Projeto de Lei 2114/11, do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que isenta a cobrança de impostos e contribuições na importação de equipamentos e materiais para uso exclusivo de fotógrafos e cinegrafistas.

A isenção vale para Imposto de Importação (II); Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); Contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público incidente na Importação de Produtos Estrangeiros ou Serviços (PIS/PASEP- importação); e Contribuição para os Programas de Integração Social para o Financiamento da Seguridade Social devida pelo Importador de Bens Estrangeiros ou Serviços do Exterior (Cofins – importação). Pela proposta, a isenção só será concedida aos artigos sem similares nacionais.

“Cada profissional utiliza pelo menos dois equipamentos idênticos na cobertura de determinado evento, o que torna ainda mais dispendiosa a atividade dos profissionais fotográficos e cinematográficos”, afirma Maia. Na opinião dele, as profissões de fotógrafo e cinegrafista são tratadas de forma marginal no Brasil.

O deputado argumenta ainda que uma norma da Receita Federal já garante a isenção desses impostos para viajantes que trouxerem para o Brasil equipamentos e materiais fotográficos e cinematográficos não profissionais.

Comprovação
Para conseguir o benefício de importação, os fotógrafos e cinegrafistas terão de comprovar o exercício da profissão em sua carteira de trabalho ou certidão, no caso de servidores públicos. Além disso, eles deverão apresentar certidões de débitos da dívida ativa, de tributos federais e aduaneiros emitidas pela Receita Federal, garantindo que os materiais são exclusivos para exercício da profissão.

A isenção deverá durar, conforme o projeto, por cinco anos a partir da implementação da nova lei. O texto remete ao Executivo a obrigação de estimar a renúncia fiscal gerada pelo benefício, de acordo com o estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF – Lei Complementar 101/00).

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara de Notícias

Walfredo Gurgel registra aumento de vítimas de acidentes com motocicletas

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel(HMWG) voltou a registrar um aumento no número de acidentes envolvendo motocicletas.  No período de 23 a 26 deste mês, foram registradas 100 ocorrências. O levantamento realizado pelo setor de arquivo mostra também que 90% desses acidentes sobre duas rodas vitimaram tanto o condutor quanto o passageiro.

Na semana anterior, de 16 a 18, também houve um registro de 82 ocorrências envolvendo motociclistas, em 90% dos casos, os pilotos estavam sob o efeito do álcool.

De  acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de janeiro a setembro deste ano, 25 mil ocorrências foram registradas nas estradas do país,  aponta o Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional do RN, Julimar Nogueira de Queiroz Júnior. Ele também destaca a elevada quantidade de vítimas. “No mesmo período tivemos 18 mil feridos e 1.621 óbitos”, afirmou o presidente.

Julimar Nogueira  acredita que medidas a curto e a longo prazo podem levar à diminuição do número de acidentes. Ele destaca ações punitivas como a tolerância zero da Lei Seca, multas e a apreensão dos veículos, além de haver mais incentivos com as campanhas educativas, através de campanhas publicitárias e  a conscientização dos jovens.

Aqui no estado, estudos já apontam os efeitos desses dados. O Cirurgião do HMWG, Haroldo Ferreira Júnior, desenvolveu uma pesquisa, onde aponta um índice preocupante. A cada três horas  no Rio Grande do Norte, morre uma vítima de acidente de motocicleta. Esse número supera, proporcionalmente, cidades  como o Rio de Janeiro(uma morte a cada dois dias) e São Paulo(1,5 morte por dia).

Hospital Walfredo Gurgel apresenta a quinta edição do Protocolo de Óbitos

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, através do Núcleo de Vigilância em Saúde (Nuvisa) realizará  nesta terça feira (27), a apresentação da quinta edição do Protocolo de Óbitos. A reunião é direcionada aos diretores da unidade hospitalar, aos setores de enfermagem, serviço social, central de transplantes, arquivo e demais servidores do hospital.

O Protocolo de Óbitos tem como objetivo normatizar e definir as obrigações de cada elo envolvido no trâmite do paciente falecido, desde a comunicação do fato aos familiares, até a liberação do corpo para o sepultamento.

De acordo com a coordenadora do Nuvisa, Hélida Bezerra, o protocolo vem sendo melhorado a cada ano, sob os aspectos legais, definindo padronizações para as rotinas intersetoriais. Apesar disso, a coordenadora acredita que há sempre o que melhorar.

“ Essa ainda não é a versão definitiva, sempre que  necessário, nós  estaremos trabalhando para aperfeiçoá-lo”, disse Hélida.

O documento trata de casos que acontecem no dia a dia do hospital e prevê mudanças na condução do corpo, quando identificada a situação, para onde deve ser remanejado, se para o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) ou para o Instituto Técnico de Polícia (ITEP).