Vacina Contra Influenza Está Disponível a População em Geral

Depois de atender aos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, e embora o estado do RN não tenha atingido a meta preconizada pelo PNI/MS, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informa que ainda estão disponíveis doses da vacina tanto para o público-alvo, que são os mais vulneráveis a desenvolver a forma grave da doença, como também a população em geral na faixa etária de 5 a 59 anos. Os interessados devem procurar as unidades básicas de saúde do seu município, caso este não disponha da vacina, as mesmas poderão ser solicitadas à Coordenação Estadual de Imunizações.

 A campanha terminou em outubro passado, mas Rio Grande do Norte só conseguiu imunizar 507.065 mil pessoas, 76,37% do público esperado entre os grupos prioritários os quais compreendem as crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.

Segundo o Ministério da Saúde a vacinação contra a gripe é uma importante ação de prevenção contra a doença, mas não dispensa medidas básicas de proteção. São cuidados simples, como lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal.

A influenza é uma doença muito comum, acometendo milhões de pessoas em todo o mundo, todos os anos, com maior transmissão durante o período do inverno. A transmissão da gripe acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Em pessoas dos grupos prioritários, a gripe pode apresentar complicações que levam a quadros graves, com necessidade de hospitalização. A vacina é segura, sendo contraindicada para pessoas que têm alergia a ovo. Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

No Rio Grande do Norte de acordo com dados publicados na última sexta-feira (12) pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Sesap houve uma diminuição de casos confirmados da Influenza A H1N1 e de óbitos provocados pela doença no estado. Segundo o Informe Epidemiológico com a situação da Influenza A H1N1, em 2013 foram 18 casos confirmados de H1N1 e 5 óbitos. Já em 2014, foram 02 casos confirmados da doença, com 01 óbito.

Para Francisca Santos Coordenadora do Programa Estadual de Imunizações da Sesap essa diminuição no número de casos da doença está diretamente associada à vacinação e às medidas preventivas adotadas pela população. Por isso chama a atenção às pessoas que ainda não se vacinaram a procurarem as unidades básicas de saúde e se imunizarem contra a Influenza.

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s