Multa de sensores começa em março

Os motoristas terão o resto de janeiro e todo o mês de fevereiro para se acostumar com o limite de velocidade implantado pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) nos nove cruzamentos da cidade de maior fluxo de veículos e pessoas.

Os fotossensores estão funcionando desde meados de outubro, mas as  multas só vão começar a ser contabilizadas a partir de março.  Segundo Walter Pedro, secretário adjunto de Trânsito da STTU, o órgão vai aproveitar o mês de fevereiro para intensificar o trabalho educativo e informativo, até porque foi necessário fazer uma mudança técnica, aumentando o limite de velocidade de 50 km/h para 60 km/h.

De acordo com Walter Pedro, quase todos os cruzamentos já receberam sinalização. Do total de 33 placas de 60km/h, faltam ser instaladas apenas seis, que até a próxima segunda-feira vão estar nos locais. Em outras vias, porém, o limite de velocidade continua sendo de 50 km/h. Inclusive, todos esses locais já estão devidamente sinalizados, também com 33 placas. Além disso, o órgão municipal de trânsito afixou nos canteiros centrais plaquinhas de advertência chamando atenção para a redução de velocidade.

O projeto de modernização de trânsito da STTU conta, no total, com 19 fotossensores que registram – e já convertem em multa – infrações de parada de veículos sobre a faixa de pedestre e o avanço ao sinal vermelho, mas apenas nove desses equipamentos medem o excesso de velocidade, que como Walter Pedro explicou, só passarão a converter as infrações em multa no mês de março.

A partir daí, o motorista que for flagrado dirigindo com velocidade até 20% acima da permitida, pagará multa no valor de R$ 85,13. Já quem passar pelo cruzamento com velocidade entre 20% e 50% acima do limite será multado em R$ 127,69. E o motorista que transitar com velocidade superior a 50% do permitido, vai ter que desembolsar R$ 191,54. Os infratores ainda serão punidos com pontos na carteira de habilide acordo com a legislação de  trânsito.

A STTU não disponibilizou o total de motoristas que, entre  outubro e dezembro, excederam a velocidade nesses cruzamentos. No dia 6 de novembro, a TRIBUNA DO NORTE publicou matéria mostrando que a STTU computou, nos 31 primeiros dias de monitoramento – quando o limite de velocidade ainda era de 50km/h – uma média de 2.467 infrações diárias de carros que transitavam com velocidade superior à máxima permitida.

Fonte: Tribuna do Norte
Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s