Tesouro de mais de mil anos é encontrado no fundo do mar em Israel

Nesta semana a Autoridade de Antiguidades divulgou a descoberta de pelo menos duas mil moedas de ouro de mais de mil anos. O achado estava no fundo do mar da cidade de Cesareia e foram resgatados por membros de um clube de mergulho que se depararam com as moedas por acaso.

Assim que foram avisados sobre o que esses mergulhadores encontraram, os profissionais da Autoridade de Antiguidades voltaram ao ponto e, com detectores de metais, acharam seis quilos de moedas.

Segundo o que foi publicado, as moedas encontradas são de dinares, meio dinar e um quarto de dinar, a mais antiga delas foi cunhada em Palermo, na Sicília, na segunda metade do século IX.

Outras moedas remontam a dois califas fatímidas que reinaram no fim do século X e no primeiro terço do século XI em áreas que correspondem a parte da África do Norte, Sicília e parte do Oriente Médio.

Acredita-se que o tesouro fazia parte de um barco que naufragou transportando arrecadação de impostos que seriam levadas para o governo central no Egito. Kobi Sharvit, diretor da unidade de arqueologia marinha da Autoridade das Antiguidades, acredita em duas hipóteses: que o dinheiro estava destinado a pagar os salários da equipe que defendia Cesareia ou que pertencia a um rico mercador que negociava com os portos mediterrâneos e teve o barco naufragado.

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s