TRE pode cassar deputado por transformar igreja em comitê

O deputado estadual de Alagoas João Luiz (DEM) pode ser cassado por usar templo da igreja onde é pastor para conquistar votos. É isso que alega o Ministério Público Eleitoral em uma ação sobre crime de abuso de poder religioso ou “transformação de templo em comitê religioso”.

A ação critica as ações de João Luiz quando era candidato ao cargo, como fazer cultos que são transmitidos pela TV e por ser indicado como representante da Igreja Quadrangular onde exerce o cargo de presidente.

A ação “ressalta que durante cerimônia religiosa o pastor, e então candidato, teria sido alçado a candidato da igreja do Evangelho Quadrangular, tendo, desse modo, o templo se transformado em verdadeiro comitê de campanha”.

O Ministério Público Eleitoral afirma no processo que pastores e obreiros da igreja foram escalados para distribuir o material da campanha. Além disso, a Igreja Quadrangular teria realizado diversos shows às vésperas da eleição para atrair os fiéis para os cultos religiosos onde o material seria distribuído. Com informações Extra Alagoas

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s