Israelenses criam Bíblia do tamanho da cabeça de um alfinete

A Bíblia é o livro mais vendido do mundo e lidera esse ranking nos últimos 50 anos. Além disso, estima-se que pelo menos 3,9 bilhões de pessoas tenham uma Bíblia traduzida em sua língua nativa. É possível encontrá-la em inúmeras versões e tamanhos, inclusive do tamanho da cabeça de um alfinete. É isso mesmo.

Essa versão tecnológica está exposta no Museu de Israel, em Jerusalém, por ocasião do 50º aniversário do local, na seção chamada Templo do Livro, em que também estão expostos os Manuscritos do Mar Morto, as mais antigas escrituras da Bíblia já encontradas.

Esse formato supermini das Escrituras Sagradas é chamado de Nano-Bíblia, está em hebraico, foi feita por engenheiros do Technion (Instituto Israelense de Tecnologia), em Haifa, e contém 1,2 milhões de caracteres esculpidos com raios de íon em um chip envolto em ouro. Para ler o seu conteúdo é preciso aumentar o texto em 10 mil vezes.

Ex-jogador doa carro para igreja e ganha 416 multas e dívida de IPVA

O ex-jogador Axel, que já vestiu as camisas do Santos e do São Paulo, precisou entrar na Justiça para contestar as 416 multas de trânsito em seu nome e o IPVA de um automóvel que ele ofertou na igreja em que frequentava em 2002.

A Igreja Mundial Graça e Paz, do apóstolo Paulo Moura, recebeu um Mitsubishi Pajero do ex-jogador como doação. Axel assinou um documento de doação e entregou ao apóstolo que chegou a usufruir do veículo por um período e depois o vendeu para alguém que mora na Bahia.

Mas o automóvel não teve sua titularidade transferida e continua no nome de Axel. Desde 2002 nenhum IPVA foi pago e o condutor teve 416 multas que foram transferidas para a carteira de habilitação do jogador.

O caso foi parar na Justiça, Axel quer que a igreja pague o IPVA e as multas, a igreja se defende dizendo que não está mais em posse do veículo e que a ação movida pelo atleta deve ser julgada como improcedente.

Na última semana a determinação judicial apresentou uma sentença que determina que Axel deve pagar o IPVA e que o atual dono do veículo deve arcar com parte do custo.

Já sobre as multas, o juiz determinou que o ex-jogador não deve ser cobrado por elas, pois ele conseguiu provar que não estava mais com o carro. Todos os pontos foram anulados na CNH de Axel e ele não será mais obrigado a pagar por elas.

Igreja se explica

O apóstolo Paulo Moura, que diz estar muito chateado com a repercussão do episódio

“O Axel tinha feito a doação do veículo, na época ele deixou de comunicar o Detran, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro”, disse uma nota oficial da Igreja Mundial Graça e Paz.

A instituição religiosa pediu que o jogador arcasse com os custos do processo, mas a justiça negou este pedido. Agora a denominação pretende recorrer. “Atualmente, o veículo não está mais sob a posse da Igreja, motivo pelo qual a Igreja recorrerá da decisão”.

A apóstolo chegou a ameaçar processar o portal UOL por noticiar o caso e disse que queria direito de resposta para esclarecer o que aconteceu. “Este carro nos foi dado em oferta pelo Axel. Logo depois, nós doamos novamente o carro, e eu falei para o camarada que recebeu que ele deveria providenciar a transferência. Mas ele não me ouviu”, disse.

Afirmando amar o ex-jogador, o apóstolo disse que doou a Pajero para um pastor que usava o veículo para “fazer a obra de Deus”. Sobre pedir que o Axel pague os custos de advogado o apóstolo afirma que é uma pessoa humilde.

“Olha, veja bem, eu posso ser pastor, mas sou uma pessoa de origem humilde, eu não entendo de processo, eu nem li essas coisas da Justiça. O problema foi o camarada que recebeu o carro em doação da igreja, ele não fez a transferência, e tomou as multas…”.

Argentina registra caso inédito de bebê com filiação tripla

Depois de aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo a Argentina aprovou que uma criança de 1 ano tivesse em seu registro o nome de três pais: duas mulheres e um homem.

Antônio é filho de um casal de lésbicas, Susana e Valeria que pediram a um amigo, Hernán, para ser o doador do esperma para gerar a criança. Mas pela amizade do trio o pedido foi além de uma doação: “Na verdade, conversamos todos sobre o projeto de ter um filho entre nós três”, explicou Susana, uma pediatra de 39 anos.

Registrar o pequeno com o sobrenome dos três foi um procedimento que não precisou de ação judicial. Os amigos precisaram apenas fazer o pedido no cartório para obter a filiação tripla.

Eles argumentaram que queriam garantir a Antônio o “direito à identidade integral” com o reconhecimento da sua realidade familiar, ou seja, o “direito de ser reconhecido como filho de suas duas mães e de seu pai sem que nenhum deles seja obrigado a abdicar de seus direitos e obrigações”.

O subsecretário do gabinete provincial de Mar del Plata, Juan Pablo Álvarez Echagüe, acatou o pedido de filiação tripla que entendeu que a falta de precedentes jurídicos não impediria a aceitação do pedido da família.

“Tanto a jurisprudência argentina quanto a internacional indicam que devem ser articulados os direitos constitucionais, civil e familiar para salvaguardar o direito fundamental da pessoa humana de conhecer a sua identidade”, destacou Echagüe. Com informações Opera Mundi

Cristão finge ser muçulmano para não ser morto pelo Estado Islâmico

Fugindo da Líbia para a Europa, centenas de cristãos ainda são rodeados e ameaçados por soldados do Estado Islâmico. Ao assumirem que são cristãos, essas pessoas são levadas para longe e mortos.

Os relatos foram dados por cristãos que conseguiram escapar com vida, mas para isso precisaram negar a fé em Cristo. “Nós somos cristãos, mas tivemos que negar a nossa fé ou então os pistoleiros iriam nos matar, cortar nossas gargantas e as nossas cabeças”, disse Haben, um dos refugiados.

O jornal britânico Daily Mail conversou com alguns dos migrantes que desembarcaram no porto siciliano de Augusta. Os depoimentos narram que a matança de cristãos é muito maior do que as mostradas nos vídeos divulgados pelos terroristas.

“Eu tenho amigos da Eritreia e do Egito que foram mortos porque eles são cristãos. Os homens o rodeiam segurando [um fuzil] Kalashnikov, pedindo a sua fé. Se você é cristão, o levam para longe e o matam. Eles cortaram sua cabeça ou atiram em você. Isto é o que eles têm feito com centenas de cristãos”, relata o sobrevivente de 19 anos.

Haben e seu irmão mais novo, Samuel, 14 anos, saíram da Líbia com destino à Mineo, Grécia. Eles compraram acentos em um barco que transporta migrantes que tentam escapar das atrocidades cometidas pelo EI na Líbia.

Cada passagem custa 2 mil dólares, mas não há nenhuma garantia de liberdade ou proteção. “O barco deixou a Líbia e nós ficamos no mar por dois dias antes de sermos resgatados”, disse Aman amigo de Haben que também escapou do EI.

“Fomos levados para o porto e, em seguida, para um acampamento com outros refugiados. Mas não vamos ficar aqui. Estamos indo para Roma e depois para outros países. Queremos trabalhar e construir uma boa vida.” Com informações The Christian Post

Sesap orienta profissionais de saúde e população sobre doença com manchas na pele  

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige), emitiu nota para todas as secretarias municipais de saúde e também às unidades de saúde de todo o Estado sobre uma “síndrome exantemática a esclarecer”.

Desde outubro de 2014, a Sesap vem verificando, em todas as regiões, casos atípicos de doença com manifestações exantemáticas (manchas vermelhas na pele), acompanhadas ou não de febre, que não se enquadra nas definições preconizadas pelo Ministério da Saúde para dengue e outras doenças de notificação obrigatória, como o sarampo e rubéola.

Diante desse cenário, a Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica emitiu a Nota Técnica Nº 03/2015, no último dia 22 de abril, com informações aos profissionais de saúde sobre o cenário epidemiológico, definições de casos suspeitos e orientações quanto à coleta e envio de amostras. Essas informações também estão disponíveis no site da Sesap (www.saude.rn.gov.br).

“Ressaltamos aos profissionais de saúde a importância da solicitação de exames laboratoriais específicos, de acordo com o critério de definição de caso suspeito, como forma de elucidar o diagnóstico e subsidiar as medidas de controle cabíveis”, explicou Stella Leal, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica.

A Sesap conta com o apoio da equipe técnica do Programa em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (EPISUS/MS) com o objetivo de aprofundar as investigações epidemiológicas e laboratoriais dos casos de síndrome exantemática a esclarecer. “Esta proposta também está ocorrendo simultaneamente nos estados do Maranhão e Paraíba, que apresentam quadros compatíveis com o cenário do RN”, explicou Kristiane Fialho, do Programa Estadual de Controle da Dengue.

Saiba mais

As doenças com manifestações exantemáticas são causadas por uma grande quantidade de agentes etiológicos, dentre os quais os vírus respondem pela vasta maioria. As doenças com manifestações exantemáticas de notificação compulsória e/ou imediata são sarampo, rubéola, dengue e chikungunya, as demais doenças como eritema infeccioso, escarlatina e exantema súbito, entre outras, devem ser notificadas em situações de surtos (Portaria 1271/2014). No Rio Grande do Norte, até o presente momento, dos casos suspeitos 80,8% foram notificados para Dengue, 18,0% notificados para Chikugunya, 0,1% Sarampo e 1,1% Rubéola.

Caso suspeito

Casos que apresentem exantema com ausência de febre ou febre baixa (até 37,5ºC) acompanhado ou não de prurido, artralgia e edema Peri articular e que não se enquadrem nas definições e que não se enquadram nas definições de casos de dengue, chikungunya, sarampo e rubéola.

Hospital Walfredo Gurgel lança revista com produção científica de servidores e estagiários  

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), maior unidade de saúde pública do Rio Grande do Norte para atendimentos do trauma lança, na próxima terça-feira (5), a partir das 10h, no auditório Rosângela Morais, a publicação Walfredo Gurgel em Pesquisa. O material é composto por artigos, pesquisas e trabalhos científicos elaborados por servidores e estagiários a partir de serviços oferecidos pela unidade hospitalar.

A coordenadora do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Luzicínia Silva, diz que “essa revista nasceu diante de uma necessidade de compilarmos de maneira mais consistente os trabalhos que são produzidos todos os anos aqui no hospital. É muito conhecimento produzido e que na maioria das vezes não ultrapassa os muros do hospital. E esta revista veio para suprir essa lacuna”.

Entre os textos que compõem o material estão: uma pesquisa sobre o número de mulheres vítimas de violência doméstica atendidas no Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS), um planejamento estratégico para o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), um levantamento da prevalência de Traumas crânioencefálicos também atendidos no Pronto Socorro, um estudo sobre a prevalência de dores musculares com servidores do hospital, entre outros temas.

Devido ao formato ainda modesto (atualmente a publicação conta com oito páginas) os textos publicados foram reduzidos a resumos dos trabalhos originais. Contudo, os textos completos estarão acessíveis através do site do hospital (www.walfredogurgel.rn.gov.br) para download, após a solenidade de lançamento.

Para a escolha do nome da revista, o hospital promoveu um concurso cultural entre os meses de fevereiro e março com os servidores. O nome vencedor foi sugerido pelo atual assessor da direção, Antônio Tomaz de Aquino. Como parte do prêmio, Tomaz ganhou uma entrevista que também compõe o primeiro número da Walfredo Gurgel em Pesquisa.

Para a diretora geral do HMWG, Maria de Fátima Pereira Pinheiro, “este é um momento importante para o hospital. Somos a maior unidade de saúde do estado que mais recebe estagiários e que mais contribui para a formação de novos profissionais, em diversas áreas, além da saúde. Este registro é mais que merecido, é indispensável”.

Fórum discute Saúde Bucal no RN

     Na segunda-feira (4), o Grupo Auxiliar de Saúde Bucal da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), realiza seu XXVII Fórum Estadual dos Coordenadores Municipais de Saúde Bucal, das 8h às 12h, no auditório do prédio sede da Sesap.

Na programação, discussões sobre o processo de Regionalização solidária e participativa no RN; Perfil Epidemiológico dos Pacientes com Necessidades Especiais atendidos no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Morton Mariz e também o Impacto nos Indicadores de Saúde Bucal a partir da implantação do Programa Saúde na Escola (PSE) no município de Jardim de Piranhas.

O objetivo do fórum é reunir todos os coordenadores municipais, técnicos e auxiliares em saúde bucal e cirurgiões-dentistas do Estado, a fim de fortalecer a política de saúde bucal, através da apresentação e relatos de experiências bem sucedidas do Rio Grande do Norte.

O Grupo Auxiliar de Saúde Bucal realiza dois fóruns estaduais por ano, além de sete fóruns descentralizados nas regiões de saúde e Grande Natal.

PROGRAMAÇÃO

8h às 8h30 – Inscrição; entrega de material.

8h30 às 8h50 – Acolhimento Vivências Lúdicas com Guierta Rosane Alves

8h50 às 9h – Informes

9h às 9h30 – Processo de Regionalização solidária e participativa no Rio Grande do Norte. Palestrante: Mariza Sandra de Araújo.

9h40 às 10h10 – Perfil Epidemiológico dos Pacientes com Necessidades Especiais atendidos no CEO Morton Mariz. Palestrante: Áquila Dantas.

10h20 às 10h40 – Lanche

10h40 às 11h10 – Impacto nos Indicadores de Saúde Bucal a partir da implantação do Programa Saúde na Escola – PSE no município de Jardim de Piranhas. Palestrante: George Pereira de Araújo

11h20 – Discussão e Encaminhamentos

12h – Encerramento