Campanha de vacinação contra gripe começou hoje  

A Campanha de Vacinação contra a Gripe para 2015 começou nesta segunda-feira (04), em todo o país, e seguirá até 22 de maio. O próximo sábado (9) será o dia de mobilização nacional, quando todos os postos de saúde deverão funcionar para realizar a imunização. Receberá a vacina quem faz parte do grupo prioritário, ou seja, a população com maior risco de desenvolver complicações causadas pela doença, conforme recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados os trabalhadores de saúde, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e os povos indígenas. Esse público alvo corresponde a cerca de 49,7 milhões de pessoas no país. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% do público alvo, o que representa aproximadamente 768.714 de pessoas no Rio Grande do Norte.

A vacina, disponibilizada pelo Ministério, protegerá a população contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, e de 39% a 75% a mortalidade global. O organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação.

Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Francisca dos Santos, “a vacina contra influenza não é constituída por vírus vivos, mas inativados e, portanto, é segura e não gera doença. A imunização é uma medida eficaz de prevenção e é importante que a população vá aos postos receber a dose, munidos da carteira de vacinação, já que estamos no período de sazonalidade do vírus influenza (de março a junho), quando há maior circulação viral”.

 

REAÇÕES ADVERSAS – Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas.  A vacina é contraindicada apenas para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

As vacinas influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente e são bem toleradas, são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados. Dessa forma, não contêm vírus vivos e não causam a doença. Processos agudos respiratórios (gripe e resfriado) após a administração da vacina significam processos coincidentes e não estão relacionados com a vacina.

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s