Como sair do poço

Como sair do poço

 

 

Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar. Miq. 7:19.

Para que possamos sair do poço do pecado, precisamos pedir a Deus que lance nossos pecados nas profundezas do mar. O poço do pecado é profundo e tenebroso. O homem não pode, por si mesmo, sair dele. Somente um poder infinito pode erguer o transgressor, pondo-o em contato com a luz. Jesus veio ao mundo para criar essa possibilidade.

A salvação é um dom de Deus. Se é um dom, então não temos que pagar nada por ele. O apóstolo Paulo usa palavras cristalinas para dirimir qualquer dúvida: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” Ef. 2:8 e 9. Fica bem claro, portanto, que não podemos sair do fundo do poço por meio de esforços humanos. Cristo, mediante Seu sacrifício, desceu uma corda até nós, para que pudéssemos subir para a luz.

Pela fé, aceitamos o dom da salvação. Pela fé, seguramos na corda. Nós aceitamos como nosso único meio de escape. E o que está incluído nessa salvação? O perdão, ou justificação, e a santificação. Ao aceitarmos, pela fé, que Jesus é capaz de nos tirar da sujeira do pecado, somos perdoados e justificados. Nossas roupas enlameadas são retiradas pelas mãos divinas, e em seu lugar, colocadas as vestes puras da justiça de Cristo. Deus nos declara justos com base na justiça de Seu Filho. A justificação é o ato divino pelo qual Deus declara justo um pecador penitente, ou o trata como justo. E qual é a base da justificação? Não é a nossa obediência, e sim a de Cristo Jesus, pois “por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. … Por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos”. Rom. 5:18 e 19. Desse modo, somos retirados das trevas para vivermos na luz. A luz é a santificação. Ser santo significa viver fora do poço do pecado.

Para permanecermos fora do poço do pecado, devemos estar ligados à Videira verdadeira, que é Cristo. Todo ramo ligado à Videira não volta para o abismo do mal. Enoque viveu numa época de muita depravação. Mesmo assim, sua vida foi como um lírio. Estava sempre em contato com a luz. Pela fé, aceitou a justiça do Cordeiro de Deus que, na plenitude do tempo, seria imolado para tirar os pecados de muitos.

A situação do mundo, em nossos dias, é infinitamente pior. Mas, onde o pecado se multiplica na ordem aritmética, a graça divina se multiplica na ordem geométrica. Deus é maior do que o inimigo. Você e eu podemos viver fora do poço.

Pensamento para reflexão:

Fomos criados para viver na luz, e não para andar tateando nas trevas.

 

Anúncios
Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s