VENDAS DO COMÉRCIO POTIGUAR COMEÇAM 2017 EM QUEDA: -8,8%

VENDAS DO COMÉRCIO POTIGUAR COMEÇAM 2017 EM QUEDA: -8,8%

Janeiro já é o 19º mês seguido de retração das vendas do setor, que encerrou 2016 com perda acumulada de 9,7%

O IBGE divulgou na manhã desta quinta-feira, 30, os dados relativos às vendas do comércio varejista em todo o país no mês de janeiro. No Rio Grande do Norte, o chamado Varejo Ampliado (que inclui os segmentos de veículos e materiais de construção), amargou o 19º mês seguido de quedas, com uma retração de 8,8% em relação a janeiro de 2016, quando as vendas já haviam registrado uma queda de 12,4% sobre o mesmo mês de 2015. O início de ano desanimador se soma ao desalento já verificado com a queda de acumulada 9,7% em todo o ano passado, o que representou perdas de cerca de R$ 1,9 bilhão para as lojas do varejo norte-riograndense.

A retração potiguar foi bem maior que a média nacional (que ficou em 4,8%) e a terceira mais alta do Nordeste – menor apenas que as quedas verificadas no Piauí (-13,7%) e em Sergipe (-10,5%).

Os segmentos que registraram as maiores perdas nas vendas no ano foram os de Livros, jornais, revistas e papelaria, com -17%; Combustíveis e Lubrifiantes (-9%); e Hipermercados e Supermercados (-9%). Todos os segmentos registraram queda.

“São números preocupantes, particularmente preocupantes. Primeiro porque esta queda se dá sobre uma base de comparação já muito baixa, que foi a retração acima de 12% registrada em janeiro de 2016. Segundo porque o segmento que teve maior retração é aquele que vive em janeiro um dos seus melhores momentos do ano, que é o de livros e papelaria. Isto mostra que, de fato, o consumidor começou o ano com o pé no freio e cortando na carne. Infelizmente, os números de janeiro foram muito desanimadores. Resta-nos esperar fevereiro e, sobretudo, março, para vermos se as primeiras medidas de estímulo à economia já começam a impactar positivamente nos números”, o afirma o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Queiroz.

Existe Uma Solução

Currais Novos (15).JPGQual o caminho a tomar? Você ja se pegou pensando nisso? Percebeu alguma vezes na vida que as circunstancia lhe deixou sem opção? As vezes a vida, nos levar a meditar onde estamos indo. Paro e tento enxergar aonde o tempo está me levando. E nessa situação de duvidas e sem encontrar resposta muitas vezes o desespero bate em nossa porta. O que fazer? É desesperador a sensação de ser um barco perdido, onde a seca e nenhuma esperança pra o futuro enxergamos.  Até descobrimos que existe um Deus nos céus que vela por cada um de nós, com amor. Ele que nos dar rumo e vida. Hoje é o dia de se encontrar com Ele.

Alunos do IFRN conquistam ouro e bronze em competição científica no México

Pedro Cardoso, Macial Freire Filho e Alex Bruno da Paz Silva são alunos do IFRN. Na última sexta-feira (24), eles embarcaram para o México a fim de participar da Informatrix Latinoamérica, uma competição científica. Hoje (29) acordaram apreensivos. Era o dia da premiação. A divulgação dos melhores trabalhos começou às 12h do Brasil e as notícias não podiam ser melhores. Pedro e Macial, do Campus Natal-Zona Norte, conquistaram o ouro superior, o prêmio máximo. Alex, do Campus Santa Cruz, vai trazer na mala o bronze. Junto com estudante do IFSul, eles eram os únicos representantes do Brasil na competição.

 

Os trabalhos do IFRN disputaram a categoria robótica. Os estudantes do Campus Natal-Zona Norte desenvolveram o CAPA – Colchão de Auxílio a Pacientes Acamados. Alex Bruno, do Campus Santa Cruz, desenvolveu o projeto “Energia do Sertão. O objetivo é ajudar famílias carentes das zonas rurais nordestinas ainda não beneficiadas por companhias elétricas ou, para as já atendidas por essas companhias, diminuir a fatura mensal da tarifa de energia. A iniciativa é um sistema híbrido que utiliza energia eólica e solar.

 

Link para a matéria completa

____________________________________________________________________- 

 

 

OLIMPÍADA DE FÍSICA

Estudantes do IFRN conquistam todas as medalhas do estado em Olimpíada Nacional de Física

A Sociedade Brasileira de Física (SBF) divulgou nesta terça, 28, o resultado da 5ª edição da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP), realizada ainda em 2016: nove estudantes de quatro campi do IFRN estão entre os medalhistas. Com alunos dos cursos técnicos de Alimentos, Edificações, Informática, Informática para Internet e Eletrotécnica (este último com cinco estudantes de dois campi), o IFRN foi a única escola pública do RN a ter estudantes que receberão a premiação. O destaque vai para o Campus Mossoró que, com uma medalha de prata e três de bronze, foi uma das escolas premiadas pela olimpíada.

 

A OBFEP é realizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) através do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A competição começou em 2010, como projeto piloto, nos estados da Bahia, Goiás, Piauí e São Paulo. Sendo destinado exclusivamente a estudantes do Ensino Médio e do último ano (9º ano) do Ensino Fundamental de Escolas Públicas, a edição de 2016 estendeu-se para todo o Brasil e contou com a participação de mais de 500 mil alunos.

 

Link para a matéria completa

 

______________________________________________________________________

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação Social e Eventos

Reitoria | IFRN

(84) 4005-0757

Sesap tem ações amanhã no Dia Mundial de Combate à Tuberculose

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por ocasião do Dia Mundial de Combate à Tuberculose, que é comemorado nesta sexta-feira(24), realiza ações de informação da doença, como diagnóstico, cura e busca ativa de pessoas com tuberculose.  As ações serão executadas pelas equipes de saúde, especialmente aquelas de atuação direta na Atenção Básica/ Estratégia Saúde da Família, além das Coordenações Regionais e Municipais. O objetivo, segundo Erika Simone Rocha Monteiro, da Equipe técnica da Sesap, é contribuir para o diagnóstico precoce dos casos e o tratamento adequado, fortalecendo efetivamente o combate à doença nos municípios.

Em 2015, foram notificados 63.189 casos em todo o país. O RN no mesmo período registrou 1.314, dos quais a Região Metropolitana destaca-se por apresentar 65% desses casos, em segundo lugar temos a cidade de Mossoró com 15% das notificações  e por último São José de Mipibu com 8% dos registros.

Nos últimos 10 anos, a incidência de casos de tuberculose no Brasil reduziu 20,2%, passando de 38,7casos/100 mil habitantes em 2006 para 30,9 casos/100 mil habitantes em 2015. “O RN em 2016 teve sua incidência em 30,42%, mas temos municípios com uma incidência bastante elevada, que foi o caso de Nísia Floresta com incidência de 137%”, explica Erika.

O Ministério da Saúde recomenda um percentual de cura de 85% dos casos novos, em 2015 o RN atingiu 63,13% com relação ao esse indicador. Já o índice de abandono foi de 10,20%, metade do valor que o MS exige que é de 5%.

A tuberculose (TB) é uma doença infecciosa e transmissível, por via aérea, ou seja, ocorre a partir da inalação de aerossóis causada pelo Mycobacterium tuberculosis, que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas.  Com o início do esquema terapêutico adequado, a transmissão tende a diminuir gradativamente e, em geral, após 15 dias de tratamento chega a níveis insignificantes.

Na TB pulmonar, o principal sintoma é a tosse (seca ou produtiva). Por isso, recomenda-se que todo sintomático respiratório (pessoa com tosse por três semanas ou mais) seja investigado para a tuberculose. Há outros sinais e sintomas, além da tosse que podem estar presentes, tais como febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço/fadiga.

Para o diagnóstico da tuberculose são utilizados os seguintes exames: baciloscopia, teste rápido molecular para tuberculose e cultura para micobactéria além da investigação complementar por exames de imagem.